Sobre decisões e dúvidas

Estou passando por um momento de muitas decisões importantes. A cor dos armários da cozinha, o tipo de colchão que teremos, as músicas da recepção… Quando duas pessoas decidem se casar, nem sempre passa pela nossa cabeça que essa aparentemente simples decisão trará com ela um milhão de outras decisões. Se você não for uma pessoa muito assertiva ou for do tipo que não sabe o que quer, pode ser que sofra durante essa época dos preparativos. De fato, até os mais decididos sofrem, pois são tantas as opções de TUDO relacionado a casamento que a gente acaba ficando na dúvida mesmo.
Uma das decisões mais difíceis pra mim está sendo essa de agora: o que priorizar e como escolher a lua-de-mel num momento meio crítico?
Priorizar algumas coisas surge quando, como é o meu caso, você não tem dinheiro pra fazer TUDO o que planejou ou sonhou. São poucas as pessoas que tem condições de dar uma festa pra todo mundo que gostaria e ainda ter a lua-de-mel dos sonhos. Se você tem essa possibilidade, então que bom pra você! Curta mesmo, planeje o melhor, porque é o seu dia e você e seu amor merecem o melhor mesmo, merecem ter de tudo mesmo! Mas se você não pode ter tudo, como eu, vai ter que priorizar as coisas mais importantes, aquilo que realmente fará falta pra você. E isso é super pessoal, não há blog ou site de noivas que possa te ajudar a escolher o que vai ser melhor pra sua vida em termos de prioridade. É o tipo de coisa que você tem que olhar pra dentro de si e perguntar: será que valerá mesmo a pena fazer esse esforço por um dia só? Pese prós e contras e decida. Não é nada fácil decidir, porque geralmente as pessoas querem coisas boas pra si mesmas (claro, né?) e querem tudo. A gente quer mesmo um casamento lindo, com fornecedores top, com vestido de sonhos e lua-de-mel luxuosa. Por que alguém não iria querer essas coisas, por mais simples que sejam?

No meu caso, acabei decidindo por priorizar aquilo que estava super próximo ao meu coração: uma cerimônia do jeitinho que eu sonhei, no lugar que eu sonhei, com o vestido que sonhei e a decoração que sonhei, com a recepção que desse pra pagar (hehehe!). Ou seja, priorizei o dia, as fotos, o álbum… Afinal de contas, é a única recordação física que sobra deste dia tão importante depois que ele acaba. Mas isso é a minha visão, a sua pode ser outra. Talvez você prefira priorizar o festão e ter uma cerimônia mais simples, um vestido mais simples. Talvez sua prioridade seja boa comida e boa música. Talvez sua prioridade seja fotógrafo e videomakers top de linha (acho que isso devia ser obrigatório! hehehe). Talvez sua prioridade seja a sua casa, mobiliada do jeitinho que você sonhou, com tudo o que você sempre imaginou. Talvez sua prioridade seja a lua-de-mel, com a viagem dos sonhos, seja pra uma ilha deserta da Polinésia francesa ou aquela viagem pra Europa com direito a muitos free shops de aeroporto pra satisfazer nossos desejos de consumidora-frustrada-brazuca. Juro pra vocês que eu queria tudo isso também. Tudinho, e tudo junto. Mas infelizmente não dá, e o difícil é priorizar. E mesmo depois de ter decidido por priorizar o dia do casamento, eu me pergunto quase todo dia se decidi certo. Tenha certeza de uma coisa: as dúvidas fazem parte do processo, mesmo depois da decisão feita. Eu ainda acho que foi a melhor escolha pra mim, mas eu tenho dúvidas todo santo dia, porque o meu coração também quer outras coisas. Mas, como quem tudo quer nada tem, a melhor coisa a fazer é estabelecer prioridades e mante-las até o fim.

Hoje eu estou sofrendo um pouco, porque por minha conta e risco eu escolhi dar prioridade pra outras coisas que não tinham NADA a ver com o casamento, e usei boa parte do budget da lua-de-mel dos sonhos pra isso. Pronto, falei. Eu sei que foi a decisão mais correta e acertada, mas ao mesmo tempo fica aquela dúvida: será que depois eu vou me arrepender de não ter tido aquela lua-de-mel no destino luxuoso que eu queria? Será que eu vou me culpar depois de ter feito a escolha errada em termos de prioridade? Eu sei que o casamento vai muito além dessas coisas e existe todo um universo a ser descoberto na vida a dois. Sei de tudo isso, e estou ansiosa pra que estes momentos cheguem. Mas eu não diminuo também esses pequenos sonhos, e não me acho superficial por querer essas coisas. Eu sei que qualquer lugar será especial ao lado da pessoa que eu amo, mas por quê eu não iria querer um lugar especial pra esse momento especial? Não vou me sentir culpada por desejar o melhor pra mim e meu noivo, mesmo que não sejam coisas necessárias. O melhor nem sempre é o necessário, e nem sempre é possível. Mas, se for possível, opte pelo melhor. É um momento importante da sua vida, então eu digo: vá em frente! Mas não se enrole toda nem faça dívidas pra isso, claro. Nada pior do que começar a vida a dois no vermelho. Sensatez é o pretinho básico de uma noiva.

Bom, mas agora o fato é que eu preciso chacoalhar a poeira de dúvidas e manter o foco nas prioridades que também me fazem muito feliz. Priorizar é um exercício diário doloroso, mas que fortalecerá seus músculos para uma vida a dois mais saudável. É nisso que eu prefiro acreditar agora.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s