Um velho truque

Estilo não tem idade. Por isso, um velho truque pode ser muito útil pra dar uma atualizada no look casual masculino: dobrar a barra da calça. Fica MUITO estiloso. Mas não adianta só dobrar a barra da calça (principalmente se a barra estiver grande), tem que aparecer um pedacinho da perna!

Vale ressaltar que para a próxima primavera/verão (a do ano que vem ainda, não essa!) a Gap apostou neste truque para TODOS os seus looks masculinos. Até nas BERMUDAS eles dobraram as barras! Não sobrou uma pra contar história. Todas dobradinhas.

Olha só que bons exemplos…

Imagens via Gap.com.

Anúncios

Enquete Nº 2!

 
Jennifer: a ex. Angelina: a atual. Brad: o de sempre, né?

Pergunta constrangedora (porque eu sempre me sinto com 15 anos quando pergunto essas coisas, mas…):

Quantas de vocês se sentem confortáveis com relação às ex-namoradas do amado? Quem lida bem com o assunto e quem não lida? Dicas sobre o assunto? Algum caso de ex que virou amiga? Ou, vou ainda mais longe: alguma noivinha vai convidar a ex do noivo pro casório? Vamos lá, conversinha de mulher!

E se de dia a gente briga…

…à noite a gente também briga!

Se você tem a sorte de ser uma noiva ultra zen, tranquila, do tipo que não se estressa nem se abala com nada, muito bem: Parabéns, você é uma rara e abençoda exceção! Então passe reto por este post e nem olhe pra trás. Este post não é pra você.

Este post é pra todas aquelas que, em meio a véu, convites e lembrancinhas, estão sentindo o Godzilla emergir do âmago do seu ser. Sim, Bridezilla, este post é para você.

Eu, infelizmente, não sou uma noiva zen. Aliás, nem uma pessoa zen eu sou, quanto mais uma noiva zen! Claro que a gente tenta, mas manter a calma e a cabeça no lugar quando se está sob imensa pressão pode ser missão impossível pra muitas noivas como eu por aí. Eu poderia escrever páginas e páginas sobre como ficamos insuportáveis e impossíveis de se conviver, mas o meu foco hoje é diferente. Quero falar daquela pessoa que, junto com a noiva, protagoniza esse filme: o noivo. Ele é o verdadeiro herói nessa história. Pense bem: ele luta com o Godzilla durante os 120 minutos do filme e ainda casa com o monstro no final para poder ficar de novo com sua donzela na lua-de-mel! Que Brad Pitt que nada, isso é que é herói!

Não estou dizendo que nós moçoilas sejamos as vilãs da história! Mas isso é fato: ninguém é mais “alvo fácil” do que o noivo, na hora de descontar o stress e pressão que sofremos com esse casório. Se você e seu noivo viviam num mar de rosas antes do noivado, é muito comum que depois de colocar o anel no dedo, as discussões, desentendimentos e brigas comecem a pipocar. Se vocês já eram um casal bom de briga antes do anel… bem, pode-se esperar brigas com proporções de guerra nuclear.

Conversando com algumas várias noivas, todas elas afirmaram que nunca tinham brigado tanto com seus respectivos como agora que estavam noivos. E eu também estou nessa, como não podia ser diferente. No início, fiquei até meio assustada. Mas depois de algumas conversas, a gente começa a aceitar que isso é comum e não é o fim do mundo. Afinal de contas, um casamento não é feito só de uma opinião, muito menos só da MINHA opinião! É normal que você noiva queira coisas diferentes do seu noivo e que haja discussão para chegar a um consenso. É normal também que ele não ligue pra um monte de coisas que você liga e esperava que ele ligasse também.

Encaremos a realidade: homens e mulheres lidam com o casamento de forma completamente diferente. Você pode ter sonhado com esse dia desde pequenininha, brincado de noiva e planejado cada mínimo detalhe em sua cabeça desde os quatro anos de idade (eu sonhei!). Conheço mocinhas que já tem até uma poupança pro casamento e algumas mantém desde muito cedo uma “caixinha do casamento”, com recortes de revista e idéias inspiracionais pro grande dia (eu tenho uma pasta no notebook!). Ou seja, em termos de casório, você menina domina o assunto. Definitivamente, casamento é o seu território. Agora, pergunte pro seu noivo se ele fazia isso quando pequeno. Nem mesmo depois dos 20 ele deve ter sonhado acordado com detalhes de uma recepção charmosa ao por-do-sol! É meio injusto que a gente queira que eles se envolvam em tudo quanto é degustação, reunião e planejamento. Mas é MUITO mais injusto vetar a participação deles quando a discussão envolve algo que realmente seja significante para o rapaz.

Planejamento de casamento é estressante mesmo. Esse duelo de vontades e opiniões pode ser extremamente desgastante. Você quer um casamento no campo, ele quer casar na igreja. Você quer música clássica na cerimônia, ele quer uma banda de rock. Você quer um mini-wedding, ele quer festejar com a torcida do flamengo. Chega a ser frustrante. E quando a coisa aperta, quando você começa a se sentir oprimida por não só a opinião do noivo, mas de um monte de familiares cheios de boas intenções (preciso dizer que de boas intenções o inferno está cheio?), você se segura pra não sair por aí “dizendo umas verdades”, mas acaba descontando em quem? No noivo, coitado. E lá vem mais discussão.

O meu noivo sempre consegue fazer nossas discussões sobre casamento virarem conversas. Claro que, antes de virar uma conversa, ela pode ter passado pelo estágio de “discussão feia” ou “briga daquelas”! E nem sempre as conversas terminam bem resolvidas. Mas eu acredito que, como casal, saímos de cada discussão mais fortificados e mais seguros. Não se sinta mal por não conseguir levar o planejamento na mais perfeita calma. Mas tente ser compreensiva com seu noivo e peça pra que ele tenha compreensão-extra com você! Tente se lembrar de que o noivo nada mais é do que uma noiva, só que homem. O noivo não é mais especial que a noiva, muito menos seria MENOS especial que a noiva! Noivas não são “a estrela da festa”. Mais bonitas? Sim! Mais importantes? Não. Portanto não use isso como argumento numa discussão, bem como não use o fato do casamento ser território de seu domínio como argumento para sempre conseguir as coisas do seu jeito. Eu sei que eu não posso usar. E também sei que, se conselho fosse bom, não seria dado. Mas alguns conselhos não são bem conselhos, são como troca de experiência. E com a experiência do outro sempre se pode aprender, né? Tire as luvas de boxe, tome um suquinho de maracujá e brigue saudavelmente com seu noivo, sem perspectivas de nocaute.

Camelo & Inocência

Eu sempre me considerei uma pessoa de cabeça aberta, moderna, com alguns princípios tradicionais, porém nunca retrógrada. E hoje dei de cara com uma notícia que me fez rever meus conceitos:

Mallu Magalhães e Marcelo Camelo assumem namoro

mallucamelo Claro, eu concordo que o amor não tem idade. Mas pera aí! Pra começo de conversa, o ex-Los Hermanos com essa super barba tipo “simpatizo com o Bin Laden” só faz ressaltar mais seus 30 anos na cara. E eu sempre achei que os caras fizessem um som maduro (tirando o hit Ana Júlia), pelo menos meus amigos que curtem Los Hermanos são sempre aqueles perto dos trinta, inteligentes e maduros. Aí vem o líder da banda e assume um namoro com a Mallu Magalhães, de 15 aninhos, considerada um prodígio pela sua POUCA IDADE, que ainda gosta de colorir e fala coisas dignas de minhas primas de 12 anos de idade. Nada contra Mallu, ela é uma gracinha, mas isso é muito… estranho. Ainda se ela fosse aquele tipo de adolescente super desenvolvido fisicamente que eu vejo pelos colégios de hoje em dia (todas com peitão, bundão e cara de 20), eu até conseguiria entender melhor. Mas não! A Mallu tem aquela carinha e jeitinho infantil característico. Se isso é atraente pra um homem de trinta, então eu só tenho uma coisa a dizer: ECA! Isso fede a pedofilia, infelizmente.

Maaaas… como o mundo já tá de cabeça pra baixo mesmo… aposto que tem fã que vai adorar! Hehehe…

Kanye West clean e de coração partido

Adoro aquele estilo arrumadinho do Kanye West. Terninhos ajustados, sempre comedido e clean, diferente dos outros rappers, até dos mais metidos à estilosos, como o P. Diddy. Agora parece que Kanye resolveu adotar o mesmo estilo clean no seu novo cd, 808’s & Heartbreak. Em tons de off-white e contrastes de preto, azul, variações de cinza e vermelho, o álbum é, visualmente, um tiro que acertou o alvo.

808sheartbreak_cover

808’s & Heartbreak vai oficialmente pras lojas dia 24 de Novembro. Maaaas… graças à boa e velha internet, já é possível conferir várias faixas (ou o álbum todo) do cantor por aí. Tá, eu confesso, eu já baixei e já dei uma boa escutadinha nas faixas do novo disco de Kanye. Foi o trabalho mais diferente de Kanye que já ouvi. Cantando mais do que somente fazendo rimas de rap, dá pra sacar que Kanye West está realmente de coração partido. Como eu não leio tanto colunas de fofoca como eu gostaria, não sei o que se passou com o coitado pra ele estar assim nesse estado deplorável e ainda cantar “mantenha seu amor trancado”. Mas que Kanye sabe como curtir uma fossa com muito estilo, disso ninguém tem dúvida.

O primeiro single, Love Lockdown, é a minha favorita do momento, até mesmo porque foi ela que me chamou atenção pro álbum. As batidas extremamente tribais dão a energia passional pra uma música que mostra a apatia de um coração abatido pelo amor. Fiquei chocada com a profundidade semiótica que uma música de um rapper pode alcançar. Mas, claro, não é qualquer rapper. É Kanye West. E ele não seria considerado a última coca-cola geladinha do deserto se ele realmente não o fosse. Um bom presente de Natal esse cd, hein?

Veja o clipe e delicie-se com a confortável estranheza dos tons de branco, preto e neon.