Fast, very fast(-fashion).

Fast-fashion é o que há, não? Eu sou fã assumida, principalmente das redes de fast-fashion européias, verdadeiras “robin hoods” do mundo da moda, roubando as idéias das ricas grifes de haute couture e trazendo para nós, reles mortais que não temos dinheiro para pagar 4 mil dólares numa Birkin Bag ou coisa parecida. Enquanto o diabo veste Prada, outras diabas mais simplezinhas como nós por aí vestem Zara. Enfim, a moda é mais democrática graças às redes de fast fashion. Admiro muito as nossas equivalentes brasileiras, como Renner e Riachuelo. Aliás, essas vem crescendo e apostando cada vez mais em idéias mais modernas e conceitos de moda mais vanguardistas. É animador!

Falando em animador, uma coisa que me deixou boquiaberta: A Renner estará patrocinando a vinda ao Brasil de adivinha quem??? Nada mais nada menos que a rainha do pop, Madonna! Olha que coisa mais incrível! E não é só isso, meus caros. Madonna será a garota-propaganda na próxima campanha da Renner!!! Uma rede de fast-fashion brasileira (que é uma das caçulinhas do gênero no país) com a rainha do pop mundial como garota propaganda? Isso é que eu chamo de investimento!

Não que a dona Madge nunca tenha tido nenhuma experiência no ramo. Afinal de contas, ela é figurinha carimbada em redes de fast-fashion como a européia H&M, para quem desenhou uma coleção em 2006 e protagonizou campanhas anteriormente também. Se com a H&M deu certo, por que não tentar com a Renner, né? Super investimentos brazucas no mundo da moda, isso sim é o que há.


Divulgação da nova turnê da Madonna, entitulada Sticky & Sweet, que passará pelo Brasil graças à Renner!

Anúncios